RSS Feed

A importância das árvores

Posted on

Uma notícia esta semana no jornal Comércio da Franca me fez pensar sobre como o ser humano lida com o ambiente, em especial com as árvores. As árvores são elementos da Natureza que mais me fascinam, seja pela grandeza, pela beleza que se altera de uma em uma, pela riqueza e abundância de suas flores e frutos, pelo abrigo em dias de chuva e de sol forte, por protegerem tantos animais pequenos entre seus galhos e troncos, por manter a terra intacta, impedindo a erosão, por ter servido, enfim, de inspiração a tantos poetas, pintores e fotógrafos.

As árvores deveriam ser sagradas no nosso tempo, mas não o são. Segundo a reportagem abaixo, fica evidenciado que os motivos foram de segurança, mas essa nem é a questão principal. O que me pergunto é porque não temos inteligência suficiente para contruir nossas cidades e casas de forma que estejam alinhadas com as necessidades da Natureza, de forma que não cortemos a simbiose de todo um ecossistema. Não, nós derrubamos tudo, cimentamos, depois plantamos árvores. Elas crescem no cimento, suas raízes tentam sair dessa prisão anti-natural e então elas se tornam um estorvo e são derrubadas novamente.

Por isso, onde quer que você esteja, observe uma árvore, veja sua simplicidade e ao mesmo tempo sua perfeição. Use sua imagem para relaxar, meditar e para sentir esta vibração de amor que ela derruba sobre você, dê um abraço nela, sinta a vida que emana dela e antes de construir uma casa, procure sempre uma solução na qual os elementos naturais ao seu redor permaneçam intactos. Você verá que sua casa terá mais vida e mais paz. Não será este ambiente estéril e artificial no qual nos encontramos.

Isso sim é qualidade de vida.

Árvores são arrancadas em frente ao Hospital Regional

 Calçada abrigava cinco espécies de sibipirunas e uma de sete copas. Com idades avançadas e pesadas, as árvores ofereciam riscos à população

Quem passa pela Rua Desembargador Afonso José Carvalho, em frente ao Hospital Regional, no bairro São José, percebe que o local está diferente. Há vinte dias, a Prefeitura e o Corpo de Bombeiros arrancaram as seis árvores que haviam no local, cinco sibipirunas e uma sete copas. Com idades avançadas (plantadas havia 50 anos) e pesadas (1,5 tonelada), as árvores ofereciam riscos aos pedestres.

A ação deixou alguns frequentadores do local insatisfeitos. O espaço arborizado oferecia sombra para o ponto de táxi que existe no local. “Temos que ficar agora embaixo desse sol forte. Antes era um pequeno paraíso”, disse o taxista Antônio de Pádua Pinto Filho.

Há quatro anos, depois de inúmeras reclamações e quedas de galhos, o Hospital Regional fez o pedido para retirada das árvores. “Há alguns dias caiu um pedaço em cima do carro de um dos nossos médicos. Com essas chuvas fortes, não podíamos mais arriscar. Elas poderiam machucar alguém”, disse Sátiro Alves Filho, médico cardiologista e presidente do conselho administrativo do hospital.

O engenheiro agrônomo do Setor Municipal de Obras e Serviços, Daniel Neto, disse que não havia mais como as árvores ficarem no local. “Chegamos à conclusão de que podar não era suficiente. Nós não cortamos árvores à toa. Os taxistas e os moradores precisam entender é que eles perderam a sombra, mas ganharam segurança”, disse.

No espaço, haverá a reposição ambiental. O Hospital Regional irá plantar, até o fim de janeiro, novas árvores de pequeno porte. As murtas, que atingem no máximo 4 metros, darão cara nova ao local.

About these ads

About Vanessa Mazza

Graduada em Comunicação Multimídia pela UMESP, já trabalhei em emissoras de TV, produtoras de vídeo e cinema, além de ter sido assessora de imprensa de um órgão do Governo do Estado de São Paulo. De 2008 a 2011 me envolvi com a área de internet do Grupo Corrêa Neves de Comunicação em Franca, cidade do interior paulista para a qual me mudei para ter mais qualidade de vida e bem-estar. Dessa forma, pude me dedicar mais intensamente ao tarô, com o qual tenho uma vivência de 17 anos e mais de 5 mil atendimentos, e outros assuntos holísticos, escrevendo artigos e realizando consultas. Atualmente resido em Petrópolis, no Rio de Janeiro, tendo assumido completamente minha profissão de taróloga – que passou a ser reconhecida pelo ministério do trabalho desde 2002 – e atendo preferencialmente por chat e email.

2 responses »

  1. Sim, as árvores são muito especiais. Também tenho ligação forte com elas. Temos que cultivar a boa mania de recolhermos sementes de espécies nativas, fazer mudas e plantá-las no “verde urbano” cada vez mais destituído deste seres de singular beleza.

  2. É mesmo as Arvores Sao Importanticimas para nós eu tmb tenho essa ligaçao nao tenho muitas coissas para falar

Deixar uma resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

WordPress.com Logo

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Log Out / Modificar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Log Out / Modificar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Log Out / Modificar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Log Out / Modificar )

Connecting to %s

Seguir

Get every new post delivered to your Inbox.

Junte-se a 70 outros seguidores

%d bloggers like this: